(Des)emprego em Portugal

Estamos a começar 2016 e Portugal se recupera de uma crise braba. A boa notícia é que o ritmo de recuperação foi surpreendente, volta e meia o país ganha prêmios e reconhecimentos por causa disso. Ainda assim, conversando com os portugueses, conhecemos uma realidade difícil de desemprego e baixos salários (este, no próximo post).

Atualmente, o índice de desemprego no país é de 11,8%, uma das maiores da Europa, atrás apenas de Chipre (15,7%), Croácia (16,5%), Espanha (20,8%) e Grécia (24,5%). Os dados são de dezembro/2015. Isso quer dizer que há 604 mil portugueses sem emprego, sendo 112 mil jovens de até 25 anos. A taxa de desemprego jovem é de 31% :/

Há um ano, a taxa de desemprego em Portugal chegava a 13,6%, notamos, então, os sinais de melhora. Para efeitos de comparação, as menores taxas atuais da Europa são da República Tcheca e da Alemanha, com 4,5%.

Trabalhos para não-portugueses

Para quem vem de fora sem documentação nenhuma, para tentar a sorte, é complicado conseguir qualquer coisa, pois seria necessário um contrato de trabalho para regularizar sua situação, e disso eu não entendo, mas recomendo este canal do youtube que fala melhor sobre a questão. Também há empregos informais de temporada em restaurantes e hospedarias, mas novamente desconheço detalhes.

Para quem vem com visto, dependendo do tipo, o exercício profissional é permitido, e isso vem bem explicitado no cartão de residente (foto). Estudantes de graduação e mestrado, segundo me disse a senhora do SEF, não podem trabalhar de imediato, mas é possível pedir autorização para tal. Quem vem com visto de doutorado (chamado alta qualificação) pode trabalhar. Quem faz o visto a partir de reagrupamento familiar também pode!

FullSizeRenderOK

Se você vem com a intenção de desempenhar a profissão que se graduou para exercer, informe-se sobre a equivalência e reconhecimento do título/diploma (uma coisa), e os órgãos que a regulamentam em Portugal (outra coisa), além dos documentos e trâmites necessários para estar habilitado.

Já existiu uma equivalência direta entre todos os diplomas universitários do Brasil e de Portugal, mas isso não acontece mais. Para saber sobre o processo atual, veja aqui o site do DGES. Para o segundo ponto mencionado no parágrafo anterior, sobre o reconhecimento profissional, aí depende da área de atuação: busque pela Ordem dos Advogados, Ordem dos Médicos, Ordem dos Engenheiros, e assim vai.

Faça tudo com antecedência e planejamento 🙂

 

Anúncios

7 comentários sobre “(Des)emprego em Portugal

  1. Pingback: Trabalhar em Portugal ainda estudando | Portugal sem fronteiras

  2. Oi Marina!
    Muito bem escrito seu texto, parabéns!!

    Mas me diga uma coisa, o reagrupado em visto de estudante pode mesmo trabalhar? É que eu estarei indo em breve pra Porto como estudante de Mestrado e meu marido vai como meu reagrupado. A ideia seria ele trabalhar enquanto eu me acostumo com o ritmo da faculdade. Daí, se eu conseguir um emprego, solicito autorização pro SEF, pelo que eu entendi.

    Mas essa autorização de trabalho pro meu noivo tá tirando nosso sono rs…

    Grata desde já!
    Valéria

    Curtir

    • Oi, Valéria, como estudante de mestrado pode ter o reagrupado, sim, e ele vai poder trabalhar também. Vai demorar um pouquinho pra sair, mas vai dar tudo certo. Por exemplo: nós chegamos em setembro e minha residência chegou só em fevereiro.

      Curtir

      • Marina, obrigada pela resposta 🙂

        E outra dúvida: ele precisará pedir autorização para o SEF após conseguir o emprego também, correto? Se sim, ele pede e aguarda uma resposta, ou já pode iniciar imediatamente? Bjs!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s