Sotaques portugueses

No Brasil, cada canto que você vá encontra um sotaque diferente e em Portugal acontece o mesmo, claro, mas só começamos a notar após um tempo por aqui. Dos 244 milhões de falantes de português atualmente, 10 milhões estão na Terrinha e, segundo os especialistas na língua, é no Norte do país onde o português arcaico está mais bem conservado.

Como dizem os amigos do Porto, identifica-se quem é da região pela troca do som do V pelo do B, como em “berdade” ou “baca”. Comecei a prestar atenção depois dos avisos e é verdade!

Outra marca do Norte é por o som do N ao fim dos monossílabos, como em PAIn ou MÃEn. Também quando usa-se o ÃO, faz-se um biquinho e o som sai bem fechado, tipo Estádio do “Dragôn” ou Mercado do “Bolhôn”.

Isso sem falar nos termos cotidianos característicos do Norte, que se diferem de outras zonas do país. Por exemplo, se quiser um chope em Portugal, peça por um fino no Porto, mas peça por um imperial em Lisboa. Vivendo cá vamos descobrindo aos pouquinhos essas diferenças 🙂

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s