Trabalhar em Portugal ainda estudando

Anteriormente falei sobre o direito ao trabalho nos vistos de investigação e de reagrupamento familiar em Portugal, e hoje a questão é o visto de estudo em outros níveis além do doutoramento (que ganha visto de investigação e pode trabalhar automaticamente). Se você veio estudar e precisa trabalhar, pode pedir autorização para isso no SEF. RESSALTO: é preciso ter visto de residência, não de estada temporária. Este último não dá direito ao trabalho.

Para isso, você já deve ter seu visto certinho, e ter feito sua entrevista de emprego. Na entrevista, deve mencionar que tem a autorização de residência, mas que precisa do contrato formal, da promessa de trabalho, para apresentar ao SEF e obter a autorização. O processo é rápido e não gera custos para a empresa, vale ressaltar isso ao futuro empregador.

Com o documento em mãos, pode pedir ao SEF a autorização extra, que não vai alterar seu tipo de visto, mas vai gerar uma observação no cartão residente autorizando atividade remunerada.

PS. se a sua intenção for trabalhar exclusivamente com recibos verdes (freelancer), não é necessária a autorização do SEF (segundo o SEF), mas segundo as Finanças, seria necessário, hehehe. É o que eu digo sobre os discursos desencontrados. Informe-se sempre com os órgãos oficiais, pois as pessoas têm experiências diferentes 🙂

Logotipo do SEF

Logotipo do SEF, 25 de Fevereiro de 2008. INACIO ROSA/LUSA

Anúncios

4 comentários sobre “Trabalhar em Portugal ainda estudando

  1. Oi Marina, li que houve umas mudanças no sentido da liberação de visto para trabalho aí em Portugal. Sabe dizer se afetou também aos estudantes?
    Pretendo fazer mestrado, mas tenho receio se conseguirei passar os 2 anos com minha família sem nenhum emprego.
    Se tiver valendo o que vc falou acima já fico mais tranquila.
    Saberia dizer também se com pedido de reagrupamento familiar, a pessoa que não tiver trabalhando também poderia trabalhar?
    Obrigada.

    Curtir

    • Oi, Ane. O que eu disse continua valendo, sim. O SEF pode autorizar o seu trabalho enquanto faz o mestrado. Na verdade o que andou mudando por aqui foi o processo para inscrição de trabalhadores junto à Segurança Social, que antes tinha brechas para pessoas não-residentes se inscreverem e agora deu uma apertada e quem não está regularizado não consegue se cadastrar. No seu caso, vindo com o visto para estudo, não terá nenhum problema! E quem tirar o reagrupamento familiar a partir do seu visto de estudante, também vai poder trabalhar sim. Abs.

      Curtir

  2. Finalmente! Muito obrigado por este post, Marina. Busquei por meses alguma publicação com a clareza da sua. Em setembro me mudo para Lisboa para fazer um mestrado e a falta de informações sobre a possibilidade de trabalhar estava me preocupando. Colocarei este post como minha página inicial, haha.
    Um abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s