Supermercados mais baratos de Portugal

Eu faço minhas compras no único mercado pertinho de casa, o Froiz (espanhol), para ir a pé, mas sei que não é dos mais baratos. Contudo, a diferença para os gigantes do setor não é tão gritante assim, sem falar que a maioria das coisas que consumo durante a semana vem das cestas orgânicas que encomendo.

Fica aqui a matéria do Jornal de Notícias que elenca os mercados mais baratos do país. Spoiler: quem ganhou foi o Jumbo (francês), que pessoalmente, não gosto muito… Onde não tem Jumbo, que ganhou foi o Continente – gosto bem mais deste 🙂

Pra ver o resto da lista é só clicar na matéria do JN.

Ikea – a loja compra de volta alguns móveis

Há alguns dias vi esta notícia e achei fantástica: a Ikea compra de volta os móveis que você adquiriu na loja, pelo preço de usado, claro, que eles estabelecem. Achei que seria a oportunidade ideal para me livrar da minha cama de casal, mas…

Não são todos os móveis que podem ser inscritos no programa “segunda vida“. Minha cama, por exemplo, não 😦 Mas não deixa de ser uma boa opção para quem vem a Portugal para passar só um período de estudos e voltar! Aqui a lista do que NÃO é aceito:

Acessórios, decoração e têxteis, plantas, roupeiros, camas e colchões, móveis de cozinha e casa de banho, berços, trocadores e brinquedos, cadeiras de escritório, prateleiras, combinações (METOD, BESTA, ALGOT, OMAR, IVAR, ELVARLI), ferramentas, ferragens e eletrodomésticos.

E aqui segue o que pode ser inscrito: Gamas atuais e descontinuadas de sofás, poltronas, repousa-pés, estantes, móveis individuais/apenas com uma estrutura, mesas e cadeiras de sala e de cozinha, secretárias, cómodas, mesinhas de cabeceira e armários.

É bem fácil participar: fotografe o produto, mande no site as fotos e algumas informações. Eles vão te retornar com uma proposta e, caso aceite, você leva o móvel para a loja que escolheu e recebe um vale presente. Ou seja, na verdade você não vai receber dinheiro algum pelo móvel, mas vai poder gastar o valor na própria Ikea. Ainda assim acho uma iniciativa bem legal. Vou tentar mandar algumas coisas deles que tenho aqui (repousa-pés, mesa e cadeiras) e ver o que dá 🙂