Fila por doutorado na Universidade de Coimbra irrita alunos brasileiros

Um assunto muito sério tratado na Folha de S. Paulo! Se for verdade, pra mim é um escândalo… Primeiramente, achei o título do texto terrível: a fila não é pelo doutorado (tipo, estou aguardando uma vaga para entrar), e sim para defende a tese! Aqui nas universidades portuguesas que frequentamos já nos alertaram que, entre a entrega da tese e a apresentação da banca, são pelo menos 90-120 dias – bem mais do que estávamos habituados na UFSC, por exemplo -, mas fomos bem avisados sobre isso, então tranquilo.

Agora, leiam a matéria neste link. Anos de espera! A desculpa do entrevistado sobre a demora nos agendamentos não me convenceu. Se os trabalhos estão com má qualidade, cadê os orientadores que permitiram sua entrega?

Impressões sobre isso? Compartilhem 🙂

Anúncios

Portugal atrai 31% mais alunos do Brasil

Quem tá estudando no ensino superior em Portugal percebe fácil que o número de brasileiros cresceu muito nos últimos anos, tem turmas em que há mais brasileiros do que portugueses – na minha de doutorado, por exemplo, somos 40% brasileiros, e é uma turma enxuta.

Matéria do UOL do mês passado comprova:

Em três anos, o total de brasileiros em graduações em Portugal cresceu 31%, segundo dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, órgão do governo português.No ano letivo de 2016/2017, último dado disponível, foram 4.901 ingressantes brasileiros em instituições de ensino superior portuguesas para licenciaturas (como são chamadas os bacharelados) ou mestrados integrados.  Leia todo o texto aqui.