Preço dos combustíveis também é problema em Portugal (na Europa toda…)

Embora não chegue às proporções do que estamos vendo no Brasil, na Europa o preço dos combustíveis também está em pauta, diante de um aumento que a imprensa diz ocorrer há pelo menos dez semanas sem parar. Eu, mesmo sem carro, noto que o preço subiu consideravelmente desde que chegamos em 2015: o diesel estava abaixo de um euro por litro, e hoje já ultrapassa os 1,40 em alguns postos.

A gasolina é bem mais cara, e muitos carros aqui, mesmo pequenos, usam diesel, o que é incomum no Brasil. Não é raro ir alugar um carro e a pessoa do balcão questionar se não nos interessa trocar o carro a gasolina alugado por um a “gasóleo”. Quem vai percorrer longas distâncias acaba economizando nesta troca.

Já se fala em greve dos “camionistas” em Portugal. Igualmente, os impostos sobre os combustíveis são questionados, como nesta matéria do ótimo Observador:

Segundo dados da Comissão Europeia, mais de metade do preço de venda dos combustíveis em Portugal resulta de taxas e de impostos, sendo o Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos (ISP) o que representa a maior fatia do valor pago pelos consumidores. Na semana de 14 de maio, o litro do gasóleo custava 1,35 euros em Portugal – o 10.º mais caro entre os 28 países da União Europeia -, quando o valor, antes de impostos e taxas, era de 0,62 euros. Já a gasolina 95 (a mais vendida) custava em média 1,56 euros por litro, quando antes do IVA, do ISP, da contribuição sobre o setor rodoviário e do adicional por taxa de carbono era de 0,61 euros por litro. Leia mais aqui.

Em tempo: a situação não se limita a Portugal. Veja aqui na revista Época sobre o recorde de preços na França e no Reino Unido. A expectativa de especialistas é de que, em média, o litro de gasolina feche o ano em € 1,29 no conjunto de 36 países europeus, um balanço que inclui todos os maiores mercados do continente.

Anúncios

Latam inicia venda de passagens para rota São Paulo/Lisboa

Que a concorrência faça cair o preço das passagens, por que os preços praticados pela TAP são absurdos a maior parte do ano 🙂 É mais barato ir fazer escala na Espanha, Marrocos, Inglaterra, do que vir direto…

Diz a notícia no site da revista Exame:

O primeiro voo ocorre em 2 de setembro, segundo nota divulgada pela companhia nesta segunda-feira, 4. O novo voo para Lisboa será operado cinco vezes por semana com aeronaves Boeing 767, que acomodam 191 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business. As passagens aéreas já podem ser adquiridas pelos passageiros em latam.com e demais canais de venda.

Leia tudo aqui.